TruggHub

+55 (41) 3091-8240​

+55 (41) 3091-8228​ (WhatsApp Business)

NÓS LIGAMOS PARA VOCÊ (Clique Aqui!)

Por que a Logística é tão Burocrática no Brasil?

Quando o assunto se trata de logística no Brasil infelizmente sabemos que nosso desenvolvimento no setor está atrás de muitos outros países. 

Um grande ponto de atenção é a falta de estrutura. O país possuir uma grande extensão e diversidade, isso acaba tornando quase impossível garantir a manutenção em dia da rede de transporte e estradas.

Outro fator que afeta grande parte do processo é a desigualdade social e econômica do país que dificultam o crescimento do setor.

e acordo com estudos realizados pela confederação nacional da indústria (CNI) nos últimos 20 anos foram investidos em infraestrutura somente 2,18% do produto interno bruto (PIB) brasileiro, um valor extremamente baixo comparado com as demais economias emergentes que investem entre 4 e 5%.

Com base em uma análise de 2018 do Logistic Performance Index and its Indicators (LPI) o Brasil ocupa a 56° posição na lista de 167 países, e apresenta a nota 3,1 de 5 no quesito de competência Logística.

Esses dados apontam apenas uma parte dos grandes problemas de logística que enfrentamos no Brasil, os quais atrapalham o desenvolvimento do mercado interno e externo. 

Hoje podemos dizer que o transporte rodoviário é um dos mais atingidos, infelizmente existem diversas causas que trazem pontos negativos a esse tipo de transporte. A baixa qualidade das rodovias, a manutenção e conservação, os gastos com pedágios e combustível são exemplos de fatores negativos.

Trouxemos esse artigo para te ajudar a entender sobre a burocracia da logística no Brasil. Aqui você irá entender quais os principais problemas enfrentados pelo setor, e quais as soluções.

Definição dos meios de transportes

Quando falamos em logística um dos grandes problemas está na definição correta do tipo de meio de transporte para cada tipo de serviço ou produto.

No Brasil existem modais que definem o tipo de transporte para cada serviço, esses modais são definidos como: Aéreo, marítimo, rodoviário, ferroviário e dutoviário.

O problema que implica na definição desses modais está na falta de negociação variável. Embora existam opções de modais para cada tipo de serviços de logísticas, o baixo investimento e a desburocratização não é suficiente para trazer a tona uma realidade positiva.

Com isso, ainda não há uma direção clara sobre qual modal escolher quando o serviço é fechado.

Hoje vivenciamos problemas diferentes para cada tipo de transporte. Nos modais rodoviários os problemas estão na falta de segurança e a má condições das estradas, nos modais ferroviário é a falta de infraestrutura a principal trava, e nos modais marítimos e aéreos o que afeta é a alta burocracia das fiscalizações e o alto valor agregado.

É importante lembrar que hoje cerca de 58% de toda carga logística no país é enviada por modais rodoviários. Mas apesar da grande importância as condições no país são muito precárias.

Burocracia Estatal

A grande necessidade das documentações e solicitações para a realização do transporte acaba por reduzir o poder logístico de uma empresa em geral. Isso aumenta os riscos de parada por parte da fiscalização, o que aumenta os atrasos.

Um fato que influencia drasticamente a logística Brasileira é a falta de profissionais capacitados. Existem maneiras de lidar com esta burocracia como contar com profissionais especializados nas necessidades logísticas, e manter tudo organizado. 

Manter a emissão correta de notas fiscais e a apresentação de autorizações de transportes diminuem o tempo de atrasos causados pela burocracia fiscalizatória. 

Falta de uso da tecnologia

Hoje a automação nos processos logísticos é uma realidade inegável, a todo momento surgem novos softwares e aplicativos para facilitar as ações relacionadas à gestão de estoque, planejamento de rotas e rastreamento de cargas.

Com isso o uso ineficaz dessa tecnologia é um fator fundamental para o sucesso das empresas, seja qual for seu porte ou segmento.

Mesmo assim muitas empresas ainda encontram dificuldades para aproveitar os benefícios que a tecnologia pode oferecer.

Assim como a TruggHub, nós oferecemos ferramentas e métodos que melhoram a eficiência das entregas e a otimizam o uso dos recursos, permitindo alavancar a inovação no setor logístico.

Tributação elevada

O Brasil é um dos países com a maior carga tributária aplicada nas operações logísticas. Essas taxas e tributos acabam dificultando a redução de custos logísticos e acarretam fretes cada vez mais alto, isso torna cada vez mais difícil o crescimento dos negócios e da economia.

Com isso, as empresas necessitam realizar um planejamento tributário, buscando conhecer bem todas normas relativas ao transporte e a distribuição de cargas .

Desse modo é possível cumprir obrigações tributárias ao mesmo tempo que se busca opções para tornar as operações mais vantajosas.

Solução complexa

A ineficiência da logística no Brasil não é um problema injustificado e se deve, basicamente, a quatro fatores: falta de estrutura, falta de profissionais capacitados, burocracia e altos custos. 

Embora não seja possível eliminá-los totalmente, algumas otimizações é possível equilibrar esses problemas em busca de um processo logístico de mais qualidade.

Diante de todas as dificuldades que vivemos no Brasil, muitas empresas encontram na contratação de serviços logísticos uma solução para reduzir custos e aumentar a produtividade.

Mas para que isso seja possível, é preciso procurar fornecedores de qualidade que possam garantir a qualidade dos serviços, sendo eles o cumprimento dos prazos, a preservação de mercadorias e a contratação de motoristas capacitados.

De fato a solução para os problemas logísticos no Brasil é complexa e complicada, mas com a utilização de técnicas de gestão aliadas ao emprego da tecnologia pode tornar o cenário menos abrasivo. 

Com isso o primeiro passo é investir na produção de conhecimento e estudos acerca da logística, de maneira que a prática e a teoria possam se interligar de modo eficiente e produtivo. 

Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre o mundo de logística e transporte? Acompanhe nosso blog e fique por dentro de todas as tendências e notícias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *